ArticulaÁűes PolŪticas

Parcerias

Notícias

Por Direitos e Diretas J√°!

ARTICULAÇÃO DE MULHERES BRASILEIRAS·TERÇA, 23 DE MAIO DE 2017

A elite brasileira tem jogado o pa√≠s em mais uma grave crise pol√≠tica e econ√īmica. Uma crise que vem corroendo a economia nacional, o sistema de prote√ß√£o social e de direitos humanos e explicitando a defici√™ncia do atual sistema pol√≠tico ‚Äď elitista, racista, patriarcal, clientelista, nepotista, conservador. Uma crise que fragiliza a autonomia pol√≠tica internacional brasileira aprofundando a subordina√ß√£o do pa√≠s aos interesses do capital transnacional financeirizado, e quebrando as possibilidades da integra√ß√£o regional que vinha na perspectiva de diminuir as profundas desigualdades que acompanham historicamente o Brasil e outros pa√≠ses do Hemisf√©rio Sul.

No √ļltimo Dia Internacional da Mulher - 8 de Mar√ßo ‚Äď as mulheres protestaram contra o governo da coalis√£o golpista liderado pela tr√≠ade PMDB-PSDB-DEM e sua base parlamentar mais ampla, consubstanciada pela bancada BBBB (boi, bala, b√≠blia, bancos). Foi quando as brasileiras aderiram √† paralisa√ß√£o mundial que denunciou, de um lado o √≥dio √†s mulheres e o crescimento da viol√™ncia, t√£o ‚Äúnaturalizada‚ÄĚ pelo golpe nacional de car√°ter mis√≥gino e racista e, de outro, a subtra√ß√£o de direitos, promovida mundialmente pelo capital internacional associado, como aqui, a governos conservadores e antidireitos.

Em 28 de abril uma greve geral parou o pa√≠s, numa manifesta√ß√£o da classe trabalhadora e de movimentos sociais que abalou a ‚Äúfortaleza‚ÄĚ dos golpistas, ao mostrar a for√ßa de sua rea√ß√£o contra o desmonte da CLT e da Previd√™ncia Social.

Nesta semana o Brasil foi convulsionado pelas dela√ß√Ķes que desmoralizam a coalis√£o golpista no poder, a mesma coalis√£o que se instalou com a bandeira do combate √† corrup√ß√£o.

O que se v√™ hoje, no Congresso Nacional, √© um contingente de parlamentares a abandonar o barco do governo que ajudaram a colocar no poder. A m√°scara da Lava Jato caiu, ao ver evidenciado seu papel de ‚Äúprotetora‚ÄĚ de partidos golpistas. A face antinacional, desonesta e corruptora dos grandes empres√°rios est√° exposta em pra√ßa p√ļblica.

Certos da queda de seu ‚Äúl√≠der‚ÄĚ, golpistas n√£o hesitaram em defender energicamente a Constitui√ß√£o para garantir elei√ß√£o indireta para Presidente. Com que autoridade parlamentares evidenciadamente vendidos, que deslegitimaram a decis√£o popular com o golpe, querem eleger um substituto de seu ex-representante? Com que autoridade defendem a Constitui√ß√£o, neste ponto, se at√© a semana passada Governo e sua base parlamentar estavam mudando o texto da Carta Magna em benef√≠cio de sua meta usurpadora de direitos?

Exigimos a democratiza√ß√£o do poder para todas as brasileiras e brasileiros, o que n√£o se dar√° sem a Reforma Pol√≠tica sobre a qual temos debatido e reivindicado nos √ļltimos anos. N√£o abrimos m√£o do exerc√≠cio da soberania popular por meio do voto, nem da participa√ß√£o popular efetiva atrav√©s de um debate profundo a respeito de propostas de futuro para o Brasil que tenham como centralidade a amplia√ß√£o de espa√ßos de representa√ß√£o participativa.
Neste processo, queremos barrar as contrarreformas das leis trabalhistas e da Previd√™ncia que amea√ßam cidad√£os e cidad√£s que vivem do pr√≥prio trabalho. Amea√ßam porque s√≥ favorecem o enriquecimento do grande empresariado em detrimento dos direitos humanos e do bem estar de nossa gente. Amea√ßam porque institucionalizam as terceiriza√ß√Ķes, fator central da precariza√ß√£o da m√£o de obra para um contingente que √© majoritariamente feminino.

√Č hora de avan√ßar para derrubar todas as leis e propostas de leis deste governo ileg√≠timo e de defender as terras ind√≠genas, quilombolas, os territ√≥rios pesqueiros tradicionais, a agricultura familiar, a agroecologia, a economia solid√°ria e todas as pol√≠ticas de promo√ß√£o da distribui√ß√£o de renda. √Č hora de devolver ao povo as secretarias de mulheres e igualdade racial que foram resultados das lutas sociais.

√Č hora de defender as reservas ambientais, todas amea√ßadas de venda a transacionais. √Č hora de manter a soberania e o controle em setores estrat√©gicos como petr√≥leo, √°gua, agricultura, min√©rios, comunica√ß√Ķes e internet. √Č hora de Impedir o acordo com os EUA para entrega da Base de Alc√Ęntara. √Č hora de resistir com mais for√ßa √† venda do Pr√©-Sal e garantir os recursos para Sa√ļde e Educa√ß√£o p√ļblicas. √Č hora de derrubar a lei de teto para Sa√ļde e Educa√ß√£o! √Č hora de reverter o desmonte de universidades e setores de pesquisa em ci√™ncia e tecnologia.

√Č hora de derrubar o presidente ileg√≠timo, machista, racista, lesbof√≥bico e transf√≥bico e sua pol√≠tica privatista subordinada aos interesses mais esp√ļrios de grandes empresas multinacionais. √Č hora de renovar este Congresso corrupto, em sua grande maioria, e desmoralizado para legislar sobre nossas vidas, pois n√£o trabalha pelos interesses da popula√ß√£o, mas sim pelos de quem financiou suas campanhas. √Č hora de exigir Elei√ß√Ķes Gerais, Diretas J√°!

#ForaTemer!


#Elei√ß√ĶesGeraisDiretasJ√°!
PELA RETIRADA IMEDIATA DAS PROPOSTAS DE REFORMA TRABALHISTA E PREVIDENCI√ĀRIA EM TRAMITA√á√ÉO NO CONGRESSO NACIONAL!
PELO FIM DA REPRESSÃO E DA CRIMINALIZAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS!
EM DEFESA DE UMA SOLU√á√ÉO DEMOCR√ĀTICA PARA A CRISE POL√ćTICA!
ELEI√á√ēES GERAIS, DIRETAS J√Ā!

‚ÄčArticula√ß√£o de Mulheres Brasileiras
- na semana do 21-24 de maio de 2017‚Äč -

Outras notícias

Anterior 1 3 4 5 6 7 13 Próxima