Articulaçőes Políticas

Parcerias

NotĂ­cias

Jornada de Enfrentamento ao Racismo e Ă  ViolĂȘncia contra a Mulher

IMG_20161123_WA0003.jpg A data marca o assassinato das irmĂŁs Mirabal, em 1960, conhecidas como “Las Mariposas”, sĂ­mbolos da resistĂȘncia Ă  ditadura da RepĂșblica Dominicana. Em virtude disso, diversos coletivos feministas de Pernambuco se juntaram para promover, ao longo desta semana, atividades que evidenciem o problema da violĂȘncia contra as mulheres no Estado. Tais atividades compĂ”em a Jornada Feminista de Enfrentamento ao Racismo e Ă  ViolĂȘncia contra a Mulher.

Resgatando a prĂĄtica comum no movimento de mulheres, o conjunto de movimentos iniciarĂĄ a jornada com uma coletiva de imprensa, no dia 24 de novembro Ă s 09:00 horas e continuarĂĄ com uma vigĂ­lia a partir das 16h da quinta-feira 24 de novembro, na Praça do DiĂĄrio. A intenção Ă© lembrar as mulheres vĂ­timas da violĂȘncia de gĂȘnero e chamar a atenção para a omissĂŁo do Estado diante dos casos cada vez mais recorrentes.
Para se ter uma ideia, de acordo com o Mapa da ViolĂȘncia 2015, a cada 100 mil mulheres, 5,5 sĂŁo assassinadas em Pernambuco, sendo a maioria desses crimes cometidos por companheiros ou ex-companheiros das vĂ­timas.

AlĂ©m disso, atualmente hĂĄ somente quatro casas-abrigo para mulheres ameaçadas de morte funcionando no Estado, bem como dez delegacias especializadas e 19 centros de referĂȘncia. Quantitativo claramente incompatĂ­vel com a demanda e realidade da violĂȘncia sexista de Pernambuco.

As atividades propostas pretendem enfatizar que a violĂȘncia contra as mulheres atinge especialmente Ă s mulheres negras. Em 2013, a cada 100 mil mulheres 1,5 mulheres brancas eram assassinadas, enquanto a taxa de mulheres negras era de 7,2.
A Jornada Feminista – Ao longo de toda a semana, os movimentos feministas de Pernambuco realizaram açÔes e mobilizaçÔes como a roda de diĂĄlogo "A violĂȘncia contra as mulheres negras em PE no contexto de golpe", a escola de formação feminista "A violĂȘncia contra a mulher nĂŁo Ă© o mundo que a gente quer" e panfletagens em pontos estratĂ©gicos da cidade. A Jornada culminarĂĄ na mobilização das açÔes promovidas pelas centrais sindicais e movimentos sociais no dia 25 contra a PEC 55, alertando para os efeitos negativos da PEC sobre a vida das mulheres.

SERVIÇOS:

Coletiva de Imprensa.
Quando: quinta-feira, 24 de novembro, Ă s 09:00 horas.
Local: SOS Corpo, Instituto Feminista pela Democracia, Rua, Real da Torre 593, Madalena, Recife.

VigĂ­lia pelo fim da violĂȘncia contra a mulher.
Quando: quinta-feira, 24 de novembro, a partir das 16h.
Local: Praça do Diårio, Recife- PE.

CONTATOS:
Gleisa – Marcha Mundial de Mulheres (81) 99656-4615
Marília Nascimento – Marcha das Vadias (81) 99741-3653
Monica Oliveira – Rede de Mulheres Negras (81) 98771-1492
Dolores – Fórum de Mulheres de Pernambuco (81) 98660-2526


Reportagem na RĂĄdio CBN Recife - Ouvir

Outras notícias